Boteclando

PUBLICIDADE
Topo

5 blocos para antes ou depois do boteco (ou vice-versa)

Miguel Icassatti

14/02/2020 19h58

Bloco Passaram a Mão na Pompeia: marchinhas no desfile e botecos por perto / Foto: redes sociais

Nunca antes na história desta cidade houve tantos blocos programados para desfilar pelas ruas de São Paulo neste pré, pós e durante o Carnaval. Serão 690 cortejos de 644 agremiações, de diferentes portes.

Opções ao folião e à foliã não faltam, mas este blog toma a liberdade de recomendar cinco blocos que desfilam neste fim de semana prévio. De uma maneira ou outra, são agremiações com alguma proximidade – seja comercial, seja afetiva ou mesmo geográfica – em relação a botecos paulistanos, um em cada região da cidade.

Bora pro bloco?

Sábado, 15 de fevereiro:

A começar pela Zona Oeste, a partir do meio-dia o bloco Passaram a Mão na Pompeia se concentra na Rua Ministro Ferreira Alves, na altura da rua Caraíbas. Cerca de 3.000 a 5.000 pessoas são esperadas no desfile, que percorre os quarteirões no entorno da concentração ao ritmo de marchinhas de carnaval. Durante o desfile, o bloco via vender doses de gim tônica e de negroni Bitter&Co., por R$ 15,00 a dose. Na vizinhança, o esquenta ou o pós-bloco podem variar entre o Pompeia Bar, o Botequim Bar & Grill ou o Velho Rabo, que faz uma boa feijoada.

Na região central, o bloco Unidos do Acarajé se encontra na porta do bar Rota do Acarajé, na Rua Martim Francisco, em Santa Cecília, a partir das 14 horas. Quem quiser comprar a camiseta do bloco vai pagar R$ 34,00 e levar também uma lata de cerveja Stella Artois. O som? Marchinhas carnavalescas também.

Para quem quiser variar a trilha sonora, o Monobloco da Maria desfila ao som de samba, a partir das 3 da tarde, na Vila Maria alta. A concentração está marcada para a Avenida Alberto Byington, 2588, a cerca de 650 metros do Nação Nordestina, boteco que é um dos baluartes do clã Almeida – de onde surgiram também o Mocotó e o Mocofava, entre outros clássicos da Zona Norte –, e que serve um torresmo nada menos que sensacional.

Domingo, 16 de fevereiro:

No dia seguinte, nossa aposta na Zona Sul é o bloco Devotos de São Lúpulo, cuja concentração está marcada para as 13 horas na Rua Capitão Otávio Machado, 818, Chácara Santo Antônio. Uma banda deve animar a moçada com samba e MPB, enquanto, como é de se supor, os devotos terão à disposição boa oferta de cerveja artesanal, como as servidas na Vórtex, cervejaria que fica muito perto dali, na paralela Rua Alexandre Dumas, onde ficam também os ótimos bares de tapas espanholas Carmen La Loca e Maripili.

Para finalizar estas "prévias", o Carnabelém se reúne às 2 da tarde no Largo São José do Belém, 177, ao som de marchinhas tradicionais. Nossa dica: chegue mais cedo, em tempo de comer o melhor churrasco no pão de São Paulo, no Peru's Sandubas, a um quarteirão dali.

Não chega a matar a saudade de outros carnavais olindenses, mas, garanto, a lista está boa, tanto no quesito bloco quanto no quesito boteco. E lembre-se, jovem: Não é Não.

Vai lá:

Botequim Bar & Grill. Rua Caraíbas, 625, Perdizes.

Carmen La Loca. Rua Alexandre Dumas, 1162, Chácara Santo Antônio.

Maripili. Rua Alexandre Dumas, 1152, Chácara Santo Antônio.

Nação Nordestina. Rua Kaneda, 894, Vila Maria.

Peru's. Rua Cajuru, 1164, Belém.

Pompeia Bar. Rua Dr. Augusto de Miranda, 712, Pompeia.

Rota do Acarajé. Rua Martim Francisco, 529, Santa Cecília.

Velho Rabo. Rua Caraíbas, 605, Perdizes.

Vórtex Brewhouse. Rua Alexandre Dumas, 1129, Chácara Santo Antônio.

Sobre o autor

Miguel Icassatti é jornalista e curador da Sociedade Paulista de Cultura de Boteco. Foi crítico de bares das revistas “Playboy” (1998-2000) e “Veja São Paulo” (2000), editor-assistente e um dos fundadores do “Paladar/jornal O Estado de S. Paulo” (2004 a 2007), editor dos guias “Veja Comer & Beber” em 18 regiões brasileiras (2007 a 2010), editor-chefe do Projeto Abril na Copa (Placar) e da revista “Men’s Health Brasil” (2011 a 2014). É colunista de “Cultura de Boteco” da rádio BandNews FM e correspondente no Brasil da “Revista de Vinhos” (Portugal).

Sobre o blog

Os petiscos, as bebidas, os balcões encardidos, as pessoas e tudo que envolve a cultura de boteco e outras histórias de bar.

Boteclando